13 de fevereiro de 2012

Do desejo e da língua.

Que ela caminhe em todos os lugares e se esconda onde não dá pra ver. E que você sinta todas as viagens que ela vai fazer em você; que ela molhe, sacie e enlouqueça a pele, a vontade, a cabeça e te cale a boca enquanto você beija como nunca mais vai fazer. Que haja vontade, desejo, ternura e sempre um pouco de loucura pra apimentar. E seja lindo, e seja quente, como é essa vontade da gente de saber o que só a gente faz. E que seja suficiente... Como nunca antes e pra nunca mais.

1 de fevereiro de 2011

No dia em que 'ocê foi embora eu fiquei sentindo saudades do que não foi, lembrando até do que eu não vivi, pensando em nós dois... ♪

"...Toma um fósforo. Acende teu cigarro!

O beijo, amigo, é a véspera do escarro,

A mão que afaga é a mesma que apedreja.

Se a alguém causa inda pena a tua chaga,
Apedreja essa mão vil que te afaga,
Escarra nessa boca que te beija!"

pra você é do Augusto dos anjos. Pra mim é do "Tipaulim".

"Cedo ou tarde a gente vai se encontrar, tenho certeza, numa bem melhor. Sei que quando canto você pode me escutar."



Vá com Deus, meu tio, meu amigo, meu ídolo, meu mestre, meu pai.



Paulo Araújo Viana, eu amo você.